Isso é ecodesign?


(Designer na Atemporale Design) Jul 28, 2016

Isso é ecodesign?
Uma abordagem além da reciclagem, para mudar a sua forma de pensar sobre o assunto

O reutilizo de materiais tem se tornado muito comum hoje em dia. Alguns passos pelas ruas do centro ou em um shopping center e podemos ver vitrines e/ou interiores reutilizando pallets, papelão, garrafas de vidro ou pet. Entretanto, sempre que vejo uma iniciativa nesse sentido, começo a me perguntar: "- Isso é realmente sustentável?" Descubra neste artigo.

Sustentável além do reutilizo

Certamente você, em um dia qualquer, caminhando pelas ruas do centro ou em um shopping center, já viu algumas vitrines e/ou interiores reutilizando pallets, papelão, garrafas de vidro ou pet.

Provavelmente você também ouve muito falar de produtos ecologicamente “corretos”, plástico biodegradável, reciclagem e uma série de outras coisas. Sempre que vejo uma iniciativa nesse sentido, começo a me perguntar:

"- Isso é realmente sustentável?"

Será que a reutilização destes materiais fizeram parte de um projeto ecológico, pensado dentro de uma lógica sistêmica para promover a sustentabilidade do planeta (que considera os aspectos econômicos, sociais e ambientais)?

Uma resposta imediata

O fato de reutilizar um material que seria descartado é, sem dúvida, uma ação positiva e ajuda e muito. Entretanto, se não foi pensada para fazer parte de um sistema aberto1 não constitui um projeto completamente sustentável. Sabe por quê?

É sobre isso que vamos falar neste post.
Vamos adotar uma abordagem diferente sobre o tema, respondendo as seguintes perguntas:

1. O que é ecodesign exatamente?
2. Como se realiza um projeto de ecodesign efetivamente sustentável?
3. Qual seria um exemplo possível?
4. O que podemos concluir?

Antes só quero lembrar que se você quiser ser avisado sempre que publicarmos um novo post, inscreva-se em nossa lista aqui.


1.O que é ecodesign exatamente?


Proposta de móveis feitos com utilizo de papelão

Foto feita durante a "Fuori Salone" de Milão 2012. Infelizmente não me lembro o nome do designer que propôs os móveis.


Pensando na palavra, podemos intuir uma definição simplificada: “Projeto ecológico”, “Projeto sustentável" ou ainda pensar sobre a definição que o Ministério do Meio Ambiente adota:

ecodesign é todo o processo que contempla os aspectos ambientais onde o objetivo principal é projetar para que de alguma maneira reduza o uso dos recursos não-renováveis ou ainda minimizar o impacto ambiental dos mesmos durante seu ciclo de vida. Isto significa reduzir a geração de resíduo e economizar custos de disposição final. Ministério do Meio Ambiente 2

Esta definição, todavia é razoavelmente incompleta.

Se ao realizar um projeto com o intuito de ser ecológico, o designer considerar apenas o ciclo de vida ou reaproveitamento de materiais e recursos renováveis, ele vai adotar uma visão limitada à causa-efeito (para cada ação, uma reação linear e unilateral). Desse modo, vai trabalhar com foco em uma parte e não no todo.

Pensemos como Aristóteles, “O todo é maior que a soma de suas partes”.

Escher sol e água, 1936

Essa frase é também atribuida ao movimento da Gestalt.

Ou seja, um projeto (todo) de ecodesign trabalha com diversas ações que se articulam e se afetam de maneira variada, não apenas existindo de forma independente no tempo e no espaço.

O conceito de ecodesign é amplo e contempla pensar, produto, serviços e processos além do que usualmente se vê, com a finalidade de promover a sustentabilidade em seus 3 âmbitos:

  1. Social, (adiantaria usar um produto biodegradável que seja fruto da exploração do trabalho infantil?);

  2. Econômico (adiantaria ter vários produtos “ecos” sem que a maioria da população possa pagar por eles?);

  3. Ambiental (adiantaria ter igualdade social e dinheiro para comprar os produtos, sem que estes sejam ecológicos?)

2.Como se realiza um projeto de ecodesign efetivamente sustentável?

Aspectos importantes para realizar um projeto de Ecodesign: O home ao centro; Pensamento holistico; Design sistêmico;Imagem: 3 Aspectos importantes para realizar um projeto realmente ecológico.


O ecodesigner não deve pensar apenas nos tão falados R´s (reúso, reciclagem, renovável, etc.), ele deve ir além e pensar como relacionar o produto, processo e o contexto para elaborar um sistema que resolva os problemas em mérito de modo sustentável.

Este profissional, para realizar um projeto ecológico com uma visão mais ampla, pode se valer de 3 aspectos importantíssimos, que são:

  1. O homem ao centro do projeto
    Para quem? é a pergunta base de qualquer projeto de design. O ser humano está ao centro do projeto (UCD) sustentável, mas deve ser entendido como parte integrante da natureza, não dominante. Isto é importante pois as soluções teem que harmonizar os interesses humanos do mercado e do ambiente (para que dê certo!).


eco-ego.jpg
Imagem EGO X ECO. Fonte da imagem: http://www.astropt.org/2012/07/17/ego-vs-eco/)

  1. Pensamento holístico contextual
    é necessário pensar o todo (sistema), não apenas uma parte, entendendo as relações que se estabelecem entre o homem e seu contexto ambiental, social, cultural, ético, etc. Lembra do efeito borboleta? Aonde uma simples ação (em algum lugar) pode repercutir em outra parte do mundo e vice-versa. Podemos lembrar do desastre em Mariana em 2015. Seus efeitos foram muito além de Minas Gerais.


  2. Metodologia do Design sistêmico (baseada no pensamento sistêmico) Esta metodologia propõe pensar o processo dos produtos e serviços em chave de fluxo de matéria e energia, transformando o output (o que normalmente é entendido como descarte de um sistema) em input (entendido como matéria-prima) para um outro sistema. Desse modo, é possível configurar um sistema aberto (assim como na natureza) que tende a emissão zero.

Relatamos aqui apenas 3 aspectos principais, mas a lista é grande. Desenhar um sistema não é fácil porque implica em "n" variáveis. Conhece algum outro ponto que para você é essencial? Conta pra gente nos comentários.

Vejamos no próximo tópico um exemplo muito interessante de produto/sistema sustentável, desenvolvido na Colômbia pelos designers Leandro Hoyos Urrea, Iván Oliva Serrano e Mariana Buraglia Osorio da LEHO S.A.S.

3.Um exemplo possível seria?

Você já percebeu o quanto de água limpinha jogamos fora todos os dias ao utilizar um sistema de descarga tradicional?

Texto alt da imagem aquiImagem Protótipo do sanitário Secco. Fonte https://www.facebook.com/sanitario.secco/?fref=ts

Da Colômbia, o projeto Secco traz uma solução extremamente útil ao propor um dispositivo sanitário que não usa uma gota de água. É possível utilizá-lo confortavelmente como o sanitário que estamos acostumados, mas com um sistema de higienização a seco.

O sanitário secco é um excelente exemplo de projeto de ecodesign, pois não somente economiza água mas também favorecer o reaproveitamento das fezes e da urina que, ao contrário do que pensamos, são recursos (se devidamente separados e tratados) e podem ser transformados em adubo e biogás.

Dá para perceber os benefícios a cascata que este projeto traz?

Fantástico não é mesmo?

Siba mais sobre o sistema sanitário secco neste artigo.

4.O que podemos concluir?

O que não é Ecodesign?

Pensar somente na reutilização de materiais, ciclo de vida e reciclagem, por exemplo, tem impactos positivos na natureza e podem ser parte de um projeto de Ecodesign, mas não é, em si, ecodesign.

Um designer, ao elaborar um projeto sustentável, deve considerar uma série de outros fatores que estimula o sistema social, econômico e ambiental de maneira harmônica. Elaborar um projeto nesta ótica envolve muita pesquisa, pensar conexões (em modo holistico) e trazer soluções (que podem ser inovadoras).

Para resumir e relembrar, de maneira didática, vamos finalizar com a pergunta oposta: Afinal, o que não é ecodesign?

  • Pensar apenas no ciclo de vida de um produto, ou reutilização, reciclagem e reuso de materiais. Fazer um projeto ecológico vai muito além disso. É necessário ter uma chave de leitura mais completa para que as soluções não sejam limitadas. Desenvolver um produto que não leva em conta o TODO, não tem muito lógica.

  • Pensar por partes, em chave causa e efeito ou linearmente o design para a sustentabilidade tem sentido se for pensado em modo sistêmico. Olhando de maneira holística, todos os pontos uma leitura holistica nos dá uma visão mais ampla. O esquema causa-efeito ou linear não considera todas as variáveis e não é capaz de articular diversas ações sociais, econômicas e ambientais. O ecodesigner que desenvolve um projeto em chave sistêmica facilita a implementação da blue economy.

  • Participar ou dá força a GreenEconomy Imagine se você tiver que adaptar uma produção inteira para produzir um produto “eco”, mas, no fim das contas, teve que importar grande parte da tecnologia e/ou vai ser vendido por valores inacessíveis a maioria das pessoas em outra parte do mundo. Preocupando-se tão somente em agradar um mercado de crédito e débito, o produto pode não ser mais "verde", sendo suas consequências finais prejudiciais para todos, ao invés de trazer os benefícios esperados.

Ajude-nos a completar esta lista. Muito mais práticas que acreditamos ser ecodesign na verdade tem efeito contrário. Escreva nos comentários, o que mais você acha que não pode ser considerado ecodesign?


Este foi o nosso primeiro artigo sobre ECODESIGN SISTÊMICO. Gostaríamos de saber, o que você achou? Ficou alguma dúvida? E o que achou do sistema SECCO? Acredita possível a implementação de algo assim aqui no Brasil?

Escreva nos comentários. Compartilhe suas ideias conosco. Será um prazer respondê-la(o)!

Ah! Caso tenha gostado, compartilhe nas redes sociais! Se quiser ser avisado sempre que um artigo novo for para o ar inscreva-se aqui.


Licença Creative Commons
Este conteúdo está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Obs. Os trabalhos de terceiros aqui apresentados seguem políticas próprias e devem ser respeitadas.


  1. SISTEMA ABERTO é um sistema que há uma troca continua de fluxo de matérua e energia com o ambiente externo. Podendo porém chegar a um mesmo estado final, a partir de qualquer estado inicial (equifinalidade). (Ludwing von Bertalanffy, Teoria geral dos sistemas: fundamentos, desenvolvimento, aplicações. Milano:Oscar Mondadori 2012) 

  2. Definição Ecodesign do Ministério do Meio Ambiente  

Carollina Li

Olá! Nasci no dia de Dalì, com a lua em touro e mania de intensidades. Estas as prático junto a uma miríade de coisas que amo. Graduei-me em Design pela UEMG e no Politecnico di Torino-Itália fiz um "Master of Science" em Ecodesign. 

Então, para dar sentido ao meu universo atemporal (e colocar em prática todo o aprendizado adquirido)  design é o que amoooo fazer e o faço com muito entusiasmo e dedicação para criar mundos de possibilidades, em espaços reais e virtuais. :) 

Para saber mais

Online
Sanitário SECCO
Design sistêmico in simple words

Livros
Carla Lanzavecchia, [Il fare Ecologico](http://freebook.edizioniambiente.it/libro/67/Il_fare_ecologico)
Ezio Manzini; Fraçois Jégou, Cotidiano Sustentável.
Luigi Bistagnino. Design sistemico.
Victor Papanek. Design para o mundo real.

Texto: Carollina Li
Revisão do texto: Izabella Lourença

Licença Creative Commons
Este conteúdo está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Obs. Os trabalhos de terceiros aqui apresentados seguem políticas próprias e devem ser respeitadas.


Publicado em EcoDesign Sistêmico Jul 28, 2016